Não aprendi dizer adeus…

14/02/2014 § Deixe um comentário

luto
Tia Regina,
Não quero falar sobre tua partida tão prematura, nem do vazio que deixará no coração daqueles que sempre te amaram e que seguirão te amando.
Quero dizer apenas que durante todo esse tempo, você ensinou grandes lições para mim e para tantos que buscavam algum tipo de explicação e de conforto, grandes lições de amor, de caridade e de esperança, independente do que estava vivendo.
Quero dizer que foi um prazer tê-la conhecido, ter nascido para ser sua sobrinha, ter convivido contigo e ter visto por tantas vezes seu riso, teus olhos verdes (que “nunca amadureciam”) tua alegria, teu carinho e tua humanidade.
A saudade já é tão grande… e será eterna.. só de pensar nos risos que obtivemos juntas, nos papos aleatórios e nas ligações demoradas de propósito.
Descanse em paz nos braços de Deus minha querida. Que Ele ilumine teu caminho e te guarde em um bom lugar. Que Ele também proteja e fortaleça o coração daqueles, que como eu, estão dilacerados com a dor de ter perdido alguém tão importante!
Anúncios

Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Não aprendi dizer adeus… no ...O Vôo da Libélula....

Meta

%d blogueiros gostam disto: