Quase um fado

28/07/2013 § Deixe um comentário

coração de peluciaTrago no peito segredos, amores confessos, ocultos desejos
O tempo apressado o beijo partido,
Inteiro aos pedaços da vida, eu duvido
Trago no peito um segredo dos mares que desafio,

Trago no peito meu mundo, fagulha, centelha, amor vagabundo
Que bate calado o seu bate-fundo,
E sempre navega pró mesmo lugar
Trago no peito o segredo dos mares por navegar.

Anúncios

Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Quase um fado no ...O Vôo da Libélula....

Meta

%d blogueiros gostam disto: