08/11/2012 § Deixe um comentário

Se melhorar, entrega. Se entregar, estraga. Mas bem que você podia me dizer o que você anda pensando. Facilitaria as coisas pra nós dois ao mesmo tempo. E sem interrupções demais. A pergunta importante pode ser respondida com sim ou não. É bem fácil pra você. Mas você é essa confusão ambulante, que não se deixa resolver. Nem por mim, nem por ninguém. No fundo, acho que você gosta disso – e acho mais ainda que todas essas fases suas são planejadas para me enlouquecer. Porque você ataca assim que eu a vejo, e eu sei bem que são ciúmes. Ou saudades.  Ou quase nada disso. Na verdade, não sei.  Você me causa dor, e uma espécie de azia que não deveria existir. Sabe esse controle besta que você tem sobre mim – e como sabe.

Anúncios

Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento no ...O Vôo da Libélula....

Meta

%d blogueiros gostam disto: