De volta à realidade

28/05/2012 § 1 comentário

Estou de volta da Europa, tentando me adaptar as noites mais longas de Brasília e à realidade que já estava a minha procura há alguns dias.

De início, posso dizer que esta foi, sem sombra de dúvidas a viagem da minha vida. Claro que espero ter outras, talvez muito melhores e muito mais prazerosas que esta, mas, tudo que aconteceu nesses 23 dias por lá foi de fato memorável e ficará para sempre gravado em meu coração.

Fui a lugares lindos, artísticos, culturais que demonstram em suas fachadas e detalhes uma arquitetura rica, com influências islâmicas, orientais, manuelinas, góticas, renascentistas entre outros tipos. Portugal tem uma identidade própria: é sólida, sóbria, consistente, expressiva e emotiva que, em todos os aspectos, me encantou ainda mais.

Quando passo algum tempo fora de casa, demoro um pouco para retornar à rotina e, incorporar novamente a minha vida-corrida-de-garota-da-capital, talvez por isso ainda hoje, sinto o cheiro dos perfumes de tantas flores, o vento frio a sobrar meus cabelos e o encanto de ter conhecido pessoalmente uma pessoa que se tornou ainda mais querida para mim…

Voltei, mas minha alma ainda vaga por lá. E acho que a saudade que hoje já sinto, irá me levar de volta algum dia (assim espero).

Estou preparando um post sobre a viagem, as cidades e as pessoas que conheci, as histórias, as experiências e as fotos.

…Enquanto isso, em Brasília…

Por aqui, tudo igual, cheguei no fim da Festa do Divino e a cidade estava ‘daquele jeito’. A família e os amigos estão bem e minha casa em ordem, Graça de Deus! E é isso que me dá energia para voltar para Brasília todas as vezes que viajo.

O trânsito estava assustadoramente bom (coisa rara por aqui). Não está tão frio quanto me falaram. No trabalho as pessoas pareciam estar felizes com meu retorno, o que não necessariamente é um bom sinal. hahahaha. Mas gostei da acolhida.

Enfim, voltei para minha vida.

O tempo será encarregado de pôr as coisas em ordem, tanto na minha cabeça, quanto no meu coração.

Voltei preparada para meu trânsito parado. Para ver pessoas a correr de um lado para o outro. Para ouvir as buzinas dos carros. Para trabalhar. Para minha vida em família, com a certeza de que, tanto minha mente, quanto meu espírito nunca mais serão iguais e nem do mesmo tamanho.

Acho que cada vez que viajo e realizo um sonho (como fiz dessa vez), acalmo parte do meu espírito – agitado por natureza e me sinto um pouquinho mais leve.

Tenho certeza que a felicidade mora nessas “horinhas de descuido”, como bem dizia Guimarães Rosa. E lá eu tive várias dessas ‘horinhas’.

E é isso…

Depois volto para contar mais detalhes e aproveitarei também para postar fotos! 😉

Anúncios

§ Uma Resposta para De volta à realidade

  • Gi disse:

    Adorei seu post! Realmente, quando realizamos um sonho, nossa alma se aquieta por um momento. Para logo ter algo novo para almejar!

Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento De volta à realidade no ...O Vôo da Libélula....

Meta

%d blogueiros gostam disto: