Fim de tarde

24/05/2011 § 1 comentário

“Fim de tarde. Dia banal, terça, quarta-feira. Eu estava me sentindo muito triste. Você pode dizer que isso tem sido freqüente demais, até mesmo um pouco (ou muito) chato. Mas, que se há de fazer, se eu estava mesmo muito triste? Tristeza-garoa, fininha, cortante, persistente[…] Projeções: e amanhã, e depois? e trabalho, amor, moradia? o que vai acontecer? Típico pensamento-nada-a-ver: sossega, o que vai acontecer acontecerá.

Anúncios

§ Uma Resposta para Fim de tarde

  • Pois é Núbia… “tristeza não tem fim, felicidade sim”! 🙂
    Uma pessoa me disse certa vez: “colabore com o inevitável”. A gente briga muito com coisas que a gente não suporta, mas que são inevitáveis!
    Então, sossegue… e escreva, pois nossa alma merece isso!
    Bjim com carinho

Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Fim de tarde no ...O Vôo da Libélula....

Meta

%d blogueiros gostam disto: