Sentir, apenas, sentir …

19/03/2011 § 1 comentário

Mas acontece que às vezes os sentimentos se embaralham aqui dentro. Ou por cansaço ou porque tudo tem seu tempo.

Situações adversas que se embolam, se enroscam e se misturam num emaranhado de idéias e sensações indecifráveis e indescritíveis.

Difícil entender o mundo dos sentimentos. Melhor não entender, melhor sentir… Sentir como se sente a brisa leve que toca o rosto carinhosamente no fim da tarde, sentir como se aquele momento fosse único e a noite não fosse chegar!

Sentir, apenas, sentir …

/Simone Emanuelle Oliveira

Anúncios

§ Uma Resposta para Sentir, apenas, sentir …

Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Sentir, apenas, sentir … no ...O Vôo da Libélula....

Meta

%d blogueiros gostam disto: