Lembranças

02/10/2009 § Deixe um comentário

O tempo anda meio estranho.

Chove e faz sol e chove de novo e faz calor, muito calor.

Vem aquele cheiro de alguma lembrança distante que por mais que a gente tente se lembrar qual lembrança é, simplesmente não consegue.

(E assisto à mais um episódio de um programa qualquer.)

Hoje sinto novamente aquela dor que a gente deixa quieta, que a gente esconde quando está em frente dos outros.

Aquelas coisas que a gente finge que não nos fez mal, que não nos faz lembrar, que não nos fez sofrer, mas na verdade, fez e ainda faz, e a gente só se dá conta quando a vida joga isso na nossa cara de um jeito ou do outro.

Hoje queria mergulhar o mais fundo que conseguisse. Sentir a dor e o prazer disso.

Me esquecer de qualquer coisa comum, normal, ordinária.

Queria esquecer o que já vivi de ruim, fechar as feridas que ainda doem no peito, fingir que tinha acontecido com um conhecido e não comigo.

Queria entender.

Queria resolver tudo isso, acabar com esse tormento, escutar qualquer música que fosse sem associá-la à ninguém, assistir filmes sem ver em cada cena algo que já tinha acontecido há tanto tempo atrás…

“Quando penso em voce, fecho os olhos de saudade”

Anúncios

Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Lembranças no ...O Vôo da Libélula....

Meta

%d blogueiros gostam disto: