Eu adoro voar!…

28/11/2008 § 4 Comentários

 

“Eu nunca fui uma moça bem-comportada. Afinal, nunca tive vocação pra alegria tímida, pra paixão sem beijos quentes ou pro amor mal resolvido sem soluços. Eu quero da vida o que ela tem de cru e de bonito. Não estou aqui pra que gostem de mim. Estou aqui pra aprender a gostar de cada detalhe que tenho. E pra seduzir somente o que me acrescenta. Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que as vezes me cansa. Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes …Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.

Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer: -E daí? eu adoro VOAR! O escondido pra mim é bem melhor, e o perigoso é divertido. Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. Também sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. Venha a mim com corpo, alma, voracidade e falta de ar…”

(texto atribuído na internet como sendo de Clarice Lispector)

Anúncios

§ 4 Respostas para Eu adoro voar!…

  • Núbia, a partir de agora, às 01:02 de 01/08/2012, estou a seguir… Não! Estou a acompanhar vinculadamente seu blog. Correspondi-me com Lesle Nascimento, pessoa das responsáveis envolvidas num certo projeto acerca da senhora Maria de Queiroz .
    Ele garantiu-me que este texto que nós postamos em nossos blogs não pertence àquela senhora, à Maria de Queiroz, conforme atribui-se autoria a ela internet e sites adentro .
    Uma ideia: conversar ao telefone com funcionários de editoras que publicaram as obras de algumas escritoras e alguns escritores clássicos da nossa Literatura, com este texto aos olhos e perguntando se é possível localizar em qual obra ele estaria inserido se em alguma obra de alguma autora ou algum autor por tal editora houvesse-o .
    Atribui-se também à outra nossa escritora, a sra. Rachel de Queiroz. Tive uma outra ideia que me deixou bastante tentado: fazer uma temporada de leitura de todas as obras dela em busca do tal escrito pra saber se encontro nela a autoria. Não perderia nada .
    Quando vi a quantidade de obras dela, confesso que fiquei com preguiça. rss
    Uma ação medonha que vem se repetindo, constato, é que não aparecem devidamente referenciados certos trechos ou certas pequenas obras inteiras publicadas em sites quaisquer .
    Ou – o que é pior – são plagiados por autoria falsificada com desatenção ou pré-meditados, com boa fé ou com má fé, dependendo se uma pessoa sentimentalizou-se por forte identidade com o trecho ou a íntegra encontrada e publicada, de modo novo, com nova e indevida autoria que não a original, autêntica .
    Ainda bem que nós nos precavemos e cuidamos de informar a autoria ou suposta autoria por atribuição. Isto é uma ajuda de nível e valiosidade públicos. Ali no meu blog, conforme leio e encontro algo arrebatador que queira postar, posto-o na categoria ‘Frase/s do dia’, específica contra tal dificuldade que uma leitora ou um leitor encontre por, inversamente, não encontrar a obra genuína em que tal trecho ou obra inteira pode ser encontrada pela frase, pelo trecho curto ou pela pequena obra inteira que ela/ele leu e bem apreciou .
    Muito obrigado pela resposta e tente perdoar-me pela demora em vir corresponder. Estou aprendendo dominar, entender bem o wordpress que ainda me prega peças. rs
    otempodsideias e eu estamos disponíveis a conversar com você sobre o que e quanto e quando você quiser sem formalidades .
    Um abraço e até !
    Ricardo .

    • voodalibelula disse:

      Obrigada pelo feedback Ricardo!
      Tenho visto o mesmo que você nessas andanças pela ‘net’… infelismente não é fácil descobrir a autoria dos textos, porém, sempre que posso, incluo nas categorias dos autores (que ficam ali do lado direito da tela do meu blog) quando não sei, incluo em outra categoria denominada “textos recebidos”.
      Fique sempre a vontade de vir até aqui… comente! 🙂
      Abraço!

  • voodalibelula disse:

    Oi Ricardo!
    Há tanto tempo que transcrevi o texto para cá que, para falar bem a verdade, não estou certa se a citação foi retirada de um meme ou se foi do site ‘pensador’ ou de outro site qualquer. O que sei é que existe um outro texto muito semelhante a este, que foi escrito por Bruna Lombard, ALTA TENSÃO. Está no livro “O perigo do dragão “. Na edição de 1984, o poema se encontra à página 36.
    Se fizer uma breve consulta ao google perceberá que este texto é comumente atribuído a Clarice e mais umas duas ou três pessoas. Nesse mundo cibernético, fica até meio difícil de dizer com real certeza de quem é o texto. Enfim…
    Acho que, se você gosta de Lispector, vai gostar bastante dos livros “De amor e amizade”, “Aprendendo a viver”, “Um sopro de vida”, “Felicidade clandestina” ou “A paixão segundo G.H.”. Hoje comecei a ler o “Minhas queridas”.. mas achei a leitura bastante monótona pois se trata de cartas que ela escrevia às irmãs e acabei por levar outro livro de outro autor que conheço pouco “Fabrício Carpinejar”…achei a leitura igualmente prazerosa se comparada a Lispector.

    Boa leitura… e volte mais vezes!

  • Oi, Núbia. Surfando pela net, encontrei este seu post com esta inscrição tão bela atribuida à senhora Clarice Lispector. Em que livro dela esta passagem está, por gentileza? Gostaria de comprá-lo para mim. Ele deve ser outra pérola dela que ela nos deu do seu gênio maravilhoso, e, certamente, portanto, deve ser de outros brilhos belos iguais ou tão bonitos quanto esta passagem “Eu nunca fui moça bem-coportada…”.
    Um abraço. Ricardo. 🙂

Resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Eu adoro voar!… no ...O Vôo da Libélula....

Meta

%d blogueiros gostam disto: